Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Institucional

Instituída pela Lei Municipal nº 5.115, de 16 de julho de 2010, a Fundação de Saúde Pública São Camilo de Esteio é uma entidade jurídica sem fins lucrativos, de interessa coletivo e de utilidade pública, com autonomia gerencial, patrimonial, orçamentária e financeira, que integra a Administração Indireta do Município de Esteio.

Os primeiros passos do hospital ocorreram em 9 de abril de 1951, quando foi fundado como Associação Beneficente. No mesmo ano, adota a denominação de Hospital Geral de Esteio, ainda sem uma estrutura física.

Em 28 de julho de 1952, o São Camilo foi encampado pela Prefeitura e, em dezembro do mesmo ano, Osmundo Reuper fez a doação do terreno para a construção do hospital. As obras iniciais foram pagas com verbas municipais e federais, venda de apólices e empréstimos. Em 20 de outubro de 1963, o São Camilo é inaugurado oficialmente.

A primeira ampliação é feita em 1966, com a construção do segundo bloco cirúrgico. Em 2 de abril de 1971, o hospital é transformado em autarquia, pela lei municipal nº 763. Após um período de crise, em meados da década de 90, as irmãs camilianas deixam a administração da casa de saúde, que retorna para a Prefeitura Municipal. Em 4 de julho de 2008, é inaugurada a nova ala do São Camilo, chamada “Padre Pio de Pietrelcina”, ampliando a capacidade de atendimento.

A transformação do hospital de autarquia em Fundação de Saúde Pública de Direito Privado ocorre em 2010. Além do São Camilo, a Fundação tem em seu quadro o Serviço de Atendimento Médico de Emergência, o Centro de Especialidades e a Estratégia de Saúde da Família. Em 2013, a gestão obtém a chancela de 100% dos atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), ampliando os recursos vindos do Governo do Estado. Muitas mudanças ocorrem neste período, como a reforma da maternidade, com novos espaços para Centro Obstétrico e Alojamento Conjunto, e a ampliação da UTI Neonatal.